Alarme para residência pode ser o primeiro passo para tornar a sua casa inteligente

Tags:

Os sistemas de segurança residencial estão cada vez mais sofisticados, mas nem sempre o orçamento de serviços de centrais de monitoramento cabe no bolso. Quando esse é o caso, recomendamos que se comece o investimento com o alarme para residência, cujo funcionamento inibe a presença de ladrões e, em caso de invasões, te alerta imediatamente para seu smartphone e de outras pessoas de sua confiança.

Uma solução básica de sistema de alarme para residência deve ser composta por: painel central de alarme, sirene, sensores de presença, sensores de imagens e sensores de abertura. As portas de entradas e janelas são as partes mais vulneráveis e que devem ser priorizadas.

Abaixo, descrevemos três modelos bem distintos entre si de sistemas de alarme para residência:

– Sensores detectores de movimento: a tecnologia infravermelho passivo de movimento (em inglês, a sigla é PIR) detecta mudanças nos níveis de energia causadas quando um intruso se move na área protegida.

– Sensor magnético, para portas e janelas: voltado também para cofres e gavetas. Ele dispara devido à mudança de posicionamento ocasionada por uma tentativa de arrombamento ou abertura. Em alguns modelos, as baterias duram entre 5 anos e 10 anos e um sinal informa quando o nível de carga estiver baixo.

– Sensor de imagem (com visão noturna): combina a capacidade de um sensor de movimento com uma câmera fotográfica. Ele captura fotos de acordo com os eventos que você programar e permite que você tire fotografias digitais do que está acontecendo na sua casa a qualquer hora do dia, de qualquer lugar.

Os sinais destes dispositivos são enviados para a central, que tem suas configurações bloqueadas por senhas e fecham uma espécie de circuito. Caso o sinal seja cortado por algum motivo, o alarme é disparado imediatamente – e é a partir daí que outras ações podem ser realizadas.

Painel de alarme para residência: configure a rotina da casa

Baseado em um sistema baseado em cloud computing, o painel de controle permite controle total de entrada e saída por meio de programações inteligentes de seus sensores. Todas as entradas e saídas (ou a ausência do que estava programado) podem ser notificadas via smartphone – ou seja, nem todo alarme para residência precisa disparar sons necessariamente.

O sistema de alarme para residência armazena por até dois meses os registros de todas as movimentações feitas na casa, o que quer dizer que é possível saber todas as vezes em que o alarme foi armado e desarmado e quem deu os comandos. Vamos ver como isso funciona na prática:

1) Controle de pessoas que trabalham em casa

Se você contratou uma diarista ou um jardineiro que frequentam sua casa uma vez por semana, pode criar uma senha de acesso restrito à sua casa para cada um deles, limitando os dias e os horários em que ela funcionará.

Por exemplo: Carlos vai todas as terças aparar a grama e o combinado é que ele chegue até as 8h e termine seu trabalho até as 15h. Nesse horário você não está mais em casa porque já saiu para ir ao escritório. Se às 8h30 o alarme ainda não tiver sido desarmado por Carlos, o sistema envia uma mensagem ao seu celular, via aplicativo, avisando sobre o atraso do profissional.

Além disso, a senha de Carlos não vai funcionar em outros dias da semana nem fora dos horários estabelecidos.

2) Controle da rotina da família

O painel avisa os proprietários do imóvel quando o alarme não é armado e o dono está a 20 km de sua casa, por exemplo. Isso evita que se deixe a casa desprotegida por esquecimento.

Também é possível restringir o acesso a determinados locais da casa: um alarme na porta que vai à piscina avisa se for desarmado por um de seus filhos, de 10 anos, que não tem autorização para entrar naquela área desacompanhado.

O sistema de alarme para residência também conta com detector de sabotagem dos sensores – e alerta via celular qualquer movimento suspeito.

Conforme a complexidade do sistema de segurança, o alarme pode acionar empresas de segurança contratadas que, por sua vez, enviam um funcionário para averiguar a situação. Ou pode simplesmente disparar e alertar a vizinhança, sem qualquer outra ação mais inteligente.

Mesmo nas instalações mais simples é importante contratar fornecedores de confiança para planejar os sistemas que protegerão seu lar contra furtos e assaltos. Caso queira entender mais sobre alarme para residência e outros sistemas de segurança, entre em contato conosco.

Confira outros posts no nosso blog.

CTAS-NOVAS-BLOG-CONHECA-O-SISTEMA-DE-SEGURANCA-MAIS-EFICAZ-DO-MUNDO