Segurança residencial: dicas para proteger sua casa

Tags:

Você se sente realmente seguro em sua casa?

Essa pode parecer uma pergunta óbvia, já que, teoricamente, nosso lar é o local onde nós e nossa família deveríamos nos sentir mais protegidos. Mas, infelizmente, sabemos que não é isso o que acontece. Não por acaso, um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realizado em 2009 sugeria que 22% dos brasileiros se sentiam inseguros em suas próprias residências.

Felizmente, algumas atitudes simples tomadas em nosso dia-a-dia podem ajudar a tornar nossa casa menos vulnerável a arrombamentos e roubos. Por isso, a Argus Control separou algumas dessas ações que podem tornar sua residência mais segura. Continue lendo para saber mais.

Segurança residencial: dicas para proteger sua casa

 1) Instale um sistema de segurança

Quem nunca sofreu um arrombamento ou roubo pode achar que colocar um sistema de segurança é desnecessário, mas uma pesquisa da Friedland, empresa britânica do segmento de segurança residencial, entrevistou assaltantes de domicílios e descobriu que 78% declararam que um simples dispositivo de alarme já seria o suficiente para que não tentassem entrar em uma casa.

Por isso, invista em um sistema de segurança. Hoje em dia, há opções cada vez mais tecnológicas, que não só avisam a empresa de segurança contratada e o proprietário por meio de smartphones ou tablets caso haja tentativa de arrombamento, como também podem ser integradas a outras ferramentas de automação residencial, fazendo com que você consiga controlar quase todos os aspectos da sua casa, como a presença das crianças, entrada e saída de funcionários, acionamento de luzes e ar-condicionado etc.

2) Cuidado na hora de viajar

Quando for passar um longo período fora de casa, não esqueça de tomar algumas precauções, como suspender a assinatura de revistas e jornais e pedir para que alguém recolha as correspondências e contas que chegarem. Isso porque, caso esse material se acumule, ele pode dar indícios de que ninguém está em casa, e é aí que mora o perigo: a maior parte das invasões e furtos ocorrem quando não há ninguém em casa.

3) Não deixe à vista ferramentas que possam facilitar o arrombamento

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, na maioria das vezes os bandidos não levam consigo ferramentas que possam ajudar na invasão, então deixar algum tipo de material desse tipo, como escadas, chaves-de-fenda, pés-de-cabra etc., pode acabar auxiliando na ação dos delinquentes.

4) Mantenha uma boa relação com seus vizinhos

Ter um bom relacionamento com seus vizinhos é uma forma de evitar arrombamentos, já que, conhecendo você, é mais provável que sua vizinhança fique alerta a qualquer movimentação estranha na casa. Além disso, quando você for viajar, pode pedir para que eles passem na sua casa, peguem sua correspondência e ainda abram a garagem ou coisa parecida, dando a impressão de que a residência está habitada.

5) Tome cuidado com portas e portões

Essa dica pode parecer evidente, mas muitas pessoas esquecem: feche e tranque portas, portões e outras aberturas da sua casa (janelas, porões, sótãos) para evitar que os ladrões entrem. Segundo a Secretaria de Segurança do Paraná, 12% das casas são invadidas porque o portão estava aberto. Além disso, não atenda ninguém que não se identificar (para esses casos, pode ser interessante colocar um porteiro eletrônico no portão ou um simples olho mágico nas portas externas).

6) Não deixe a luz ligada o tempo todo

Muitas pessoas têm o costume de deixar as luzes externas (e algumas internas) acesas sem interrupção, achando que isso afasta os bandidos. Pelo contrário: isso pode gerar suspeitas de que a casa está vazia, já que, quando as pessoas estão realmente em casa, as luzes não costumam ficar acesas durante o dia todo. Nesse caso, a automação residencial também pode ajudar: você pode controlar remotamente o acionamento e desligamento das luzes, fazendo com que elas acendam e apaguem como se houvesse alguém em casa.

7) Evite obstáculos visuais nas áreas externas

Barreiras visuais nas partes externas da casa podem ser locais propícios para ladrões se esconderem do seu campo de visão, por isso tente não acumular caixas ou lixo, ou ter muitas árvores e arbustos no jardim ou quintal. Além de servir com obstáculo visual, esse tipo de elemento pode ajudar os bandidos a escalarem as paredes em caso de residências de mais de um pavimento, então evite especialmente deixá-los encostados em paredes ou perto de janelas. A Secretaria de Segurança do Paraná estima que 60% dos delitos ocorreram por escalada, então é bom não facilitar.

Nunca é demais pensar na segurança da sua família e do seu patrimônio, por isso coloque em prática essas pequenas ações para se sentir muito mais protegido! E para saber mais sobre formas de segurança residencial, baixe agora gratuitamente nosso eBook Dicas de Segurança Residencial!

cta de cr dicas -06